18/10/2012

Resenha - Contos de Mamãe Gansa


Nome: Contos de Mamãe Gansa
No Original: Contes De Ma Mère L'oye
Autor (a): Charles Perrault
Páginas: 160
Editora: LP&M
Comprar: Travessa - Siciliano - Saraiva - Cultura
Sinopse: O nome de Charles Perrault, 1628-1703, está intimamente ligado a algumas das histórias mais conhecidas do mundo inteiro, como a de Chapeuzinho Vermelho, da Gata Borralheira e do Pequeno Polegar. Originalmente de cunho popular e oral, sem autoria conhecida, esses e outros contos foram recolhidos e registrados pelo autor entre 1691 e 1697, e adaptados aos mais variados formatos para os mais diversos públicos. Frequentemente transformados em histórias infantis, os Contos de Mamãe Gansa encontram-se aqui restituídos à forma dada por Perrault, em que o humor e o fantástico dão o tom principal, sem deixar de lado um verdadeiro retrato da sociedade da época, contendo ainda uma visão de mundo muitas vezes traduzida por “morais da história” irreverentes e maliciosas. A presente edição, com nova tradução, disponibiliza este tesouro da língua e da cultura francesa a leitores de todas as idades, em toda sua riqueza e elegância originais.

Quando vi que a LP&M tinha lançado essa coleção de contos fiquei bastante interessada porque aqui no Brasil é a coisa mais difícil encontrar coletâneas tradicionais do tipo, seja as antigas dos próprios irmãos Grimm ou organizações posteriores. A maioria aqui sabe que sou fã de uma boa fantasia assim como de contos. E é com muito prazer que li alguns dos contos coletados por Perrault na França diretamente do povo e que fez sucesso naquela época em todos os círculos sociais.

Logo na introdução do livro temos um relato sobre Perrault, o caráter popular dos contos e a discussão que ele causou na época. O mais interessante é que todos os contos possuem duas morais. Uma popular e outra escrita pelo autor. "A Bela Adormecida no Bosque", "Chapeuzinho Vermelho", "Barba-Azul", "Gato de Botas", "As Fadas", "Pequeno Polegar", "A Bela Adormecida no Bosque" são alguns dos contos com morais mais interessantes e que ganharam uma conotação mais universal e menos infantil. As morais do autor são de certas formas antigas, mas se você pensa pelo contexto da época que o livro foi lançado fazem muito sentido quando se observa o fato de elas terem sido destinadas ao público feminino. Por ai você já imagina o tom machista de algumas. Conselhos que falam desde modéstia, a submissão, doçura, bom casamento e outros temas pertinentes às mulheres daquela época.

Para quem gosta de contos e principalmente de ler obras fantásticas mais tradicionais é um deleite. Desde o astuto e inteligente Gato de Botas ao grande e assustador Ogro, comedor de crianças que mata a própria filha. Perfeito para quem só conhece as versões imortalizadas pela Disney, afinal esses contos populares que veem de séculos atrás na sua origem eram sombrios. Como é o caso da Chapeuzinho Vermelho que termina na barriga do lobo e entra a moral de belas donzelas não confiar em qualquer "lobo". Ri com alguns, fiquei surpresa com outros e terminei as 160 páginas conhecendo um pouco mais a versão francesa popular de histórias que sempre quis ler, mas nunca tive a chance. Agora falta o tradicional de contos dos irmãos Grimm.

A edição da LP&M está ótima, com índice, uma capa condizente e uma introdução que situa melhor o leitor. Perfeito para quem nunca teve a oportunidade de conhecer histórias conhecidas em outro contexto. Que refletia diretamente uma época e um país. Só dei quatro estrelas porque gostaria que fossem mais contos, a versão completa. Recomendo a todos na verdade. Desde jovens a adultos. São belas histórias com duas morais que interessam para dar uma visão da época. Leiam e se divirtam com contos que saíram diretamente do contado popular para o papel e que agradaram até os nobres da França. Até mais!

17 comentários:

  1. Legal, eu não li muitos livros de cntos, mas acho interessante saber da história em outro contexto.

    ResponderExcluir
  2. Sempre tive uma quedinha por contos, mas sou daquelas que só sabe a versão da Disney – vergonha – soube de alguns contos originais – imagino – mas nada daquela coisa concreta e toda, só algumas partes. Mas sempre tive vontade de conhecer. Contos de Mamãe Gansa me pareceu bastante interessante, e quando eu puder ele vem pra casa.

    ResponderExcluir
  3. Adoro contos ainda mais assim tradicionais. Fiquei curiosa e deu vontade de ler pelas morais, nunca li histórias assim com elas, sempre sem, e são só 160 páginas, bom para o fim do semestre quando estou sem tempo para nada. Ótima resenha, diferente, mas muito boa.

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro esses clássicos de fantasia. Não sabia sobre esse lançamento!
    Muito boa a dica.

    Bom final de semana para vc!

    Abraços
    gabi Lopes

    ResponderExcluir
  5. Coleção de contos?! Que legal!
    Curto bastante alguns contos, e acho que leria um apanhado desses com certeza.
    Ainda mais sendo de um autor tão célebre e consagrado como o Perrault.
    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  6. Adoro contos. Ja tinha ouvido falar dos Contos da Mamãe Gansa e depois dessa resenha fiquei super curiosa pra ler.

    Beijos
    =D

    ResponderExcluir
  7. Ah, amei o título, achei fofo, sério, haha!
    Eu tenho coleções de contos aqui em casa, e adoraria ter esse na minha estante. Gostei muito do fato de ter duas morais, a do autor e a popular, de conhecer os contos de outros jeitos e tal. Essa da chapeuzinho termina na barriga do lobo ja conhecia, minha avó me contou uma vez. Achei incrível mesmo, vou ter gosto de ler.

    ResponderExcluir
  8. Adorei esse livro, é um livro que vou querer ler com certeza.. A sua resenha estava fantástica e soubesse nos contagiar a ler o livro.. E a capa é muito linda assim como o titulo..

    ResponderExcluir
  9. Que interessante! Não tinha ouvido falar nesse livro ainda.
    E a capa é uma gracinha!

    ResponderExcluir
  10. Também sou fã de contos de fada! Há um bom tempo já que estou com vontade de reler, tenho uma coletânea dos irmãos Grimm. Pelo que eu sei a coleção do Perrault foi 'fonte' para alguns dos chamados 'contos de Grimm'. Também tenho curiosidade de ler os do Perrault.

    ResponderExcluir
  11. Parece ser bastante meigo, gosto muito de contos ainda mais aqueles que tem uma moral no final que realmente nos traga uma mensagem interessante. Não o conhecia, e quando olhei de cara pensei em uma criança, em um filho no futuro (bem distante por favor)!

    ResponderExcluir
  12. Já tinha comentado e vi que voce falou no twitter de comentário excluído sem querer então aqui vai de novo: Sou apaixonada por histórias assim, sabe conhecer a versão mais antiga dos contos da Disney. Sempre assisti desenho e sempre ouvi falar dos irmãos Grimm, desses ai eu não sabia. Regional da França pelo visto tem diferença. Interessante, quem sabe eu leio um dia, ainda mais que é pequeno e também barato. ótima resenha. :)

    ResponderExcluir
  13. Adoro livros de contos *---* A capa desse é muito fofa.
    Particularmente, nunca gostei muito das versões da Disney. É tudo muito "fofo" demais.
    São poucos livros mesmo aqui no Brasil. Um que tenho vontade de ler também são os contos originais dos irmãos Grimm...

    Luiza Helena Vieira
    Obsession Valley

    ResponderExcluir
  14. Gosto de livros de contos, pq os leio rapidamente =D

    ResponderExcluir
  15. Muito bonita a capa.

    Sou fã de fábulas e contos, então acredito que eu vá gostar bastante desse livro.

    Thais Viann
    @dathais

    ResponderExcluir
  16. Parece-me um livro especial para quem gosta de obras mais tradicionais, fantásticas mesmo, e que conhecem apenas as versões imaculadas da disney. Gato de Botas, Ogro o comedor de crianças e até mesmo o Chapeuzinho vermelho que foi mesmo para na barriga do lobo. Essas histórias eram assustadoras em suas origens. como só li as versões criadas pela Disney, essa é uma chance de ler as outras versões. claro que quero ler.

    ResponderExcluir

Respeito é bom e eu gosto.
Não use palavras grosseiras, seja educado.
O blog é um lugar amigável, aja de acordo.